A sua participação

Formar um novo grupo de voluntários

Para criar este novo grupo de participantes (também chamado uma coorte), inicialmente, um inquérito online será realizado. Terá como alvo as pessoas entre os 55 e os 75 anos de idade que habitem no Luxemburgo. Durante o primeiro semestre de 2021, todas as pessoas nessa faixa etária receberão, por correio, uma carta oficial da nossa equipa, convidando-os para participar no inquérito. É pedido a estes candidatos que se inscrevam num website específico e seguro, que criem uma conta pessoal e respondam a um curto questionário online, que demora menos de 10 minutos.

Este inquérito vai permitir à equipa NCER-PD identificar participantes que poderão ter experienciado distúrbios de sono em geral. Dentro destes, aqueles participantes que mais provavelmente e especificamente são afectados por RBD serão recontactados e convidados a participar numa avaliação clínica mais avançada. Esta avaliação inclui vários passos: primeiro, uma entrevista por telefone, seguida de um teste de odor e um questionário adicional para alguns dos participantes. Depois, dependendo dos resultados, o grupo que tem a maior probabilidade de ser diagnosticado com RBD serão convidados a vir à Clínica de Investigação de Parkinson para realização de examinações clínicos por um neurologista e um neuropsicólogo da equipa NCER-PD.

No fim de todos estes passos, só os participantes não apresentando sinais de doença neuro-degenerativa, e para quem a equipa clínica suspeita de RBD, realizarão uma avaliação de sono no Laboratório do Sono certificado do Centro Hospitalar do Luxemburgo (CHL).

filmagens do laboratório do sono
Filmagens do laboratório do sono

Se o diagnóstico de RBD for então confirmado, o participante será então convidado a fazer parte da fase avançada do estudo, o qual significa consultas de seguimento anuais e doações de fluidos biológicos (sangue, saliva, urina). Voluntários saudáveis que participam no Estudo do Parkinson do Luxemburgo serão também convidados a participar esta nova coorte como controlos.

Detalhes sobre a participação

A participação é, com certeza, voluntária. Pessoas convidadas a participar neste estudo podem decidir se desejam ou não fazer parte. Se escolherem participar, ser-lhes-á pedido que preencham um Formulário de Consentimento Livre e Esclarecido.

Não há custos associados à participação no estudo.

Os participantes serão convidados a realizar um exame clínico e a doar as suas amostras biológicas (eg. sangue, urina, saliva) anualmente na Clínica da Investigação do Parkinson.

Se os participantes desejarem retirarem-se do estudo, podem fazê-lo a qualquer altura ao contactarem a Clínica da Investigação do Parkinson, sem darem qualquer justificação adicional. Tal decisão não afectará o participante de maneira alguma. O participante pode também pedir para que as suas informações sejam retiradas da base de dados.

Benefícios para os participantes

O principal motivo para participar é ajudar os pesquisadores a melhor entender e encontrar melhores tratamentos para RBD e doenças neurodegenerativas associadas. Os participantes não devem esperar um benefício imediato do estudo; no entanto, os resultados do estudo podem ser compartilhados com o médico tratante e, portanto, podem contribuir para um melhor tratamento médico. Especificamente, para pessoas afetadas por distúrbios do sono inexplicáveis, a participação no estudo pode ajudar a diagnosticar RBD e, com base nesse diagnóstico, iniciar o tratamento para melhorar a qualidade do sono com o seu médico tratante. Alguns dos participantes também poderão beneficiar dos procedimentos diagnósticos que confirmam ou excluem a presença de qualquer forma de parkinsonismo. Estes poderão lucrar com o acesso precoce a tratamentos existentes e ensaios futuros para prevenir a progressão da neurodegeneração.

Informação aos participantes

Embora o objetivo final deste estudo seja apoiar a pesquisa no campo das doenças neurodegenerativas, existe a possibilidade de que informações sejam descobertas que podem ser relevantes para a saúde pessoal de um participante além do âmbito do estudo. Se isso acontecer, os pesquisadores informarão o investigador principal deste estudo, o Prof. Rejko Krüger. Ele então avaliará as informações e, seguindo o procedimento aprovado pelo Comité Nacional de Ética em Investigação (CNER), decidirá os próximos passos com base no desejo do participante de ser informado ou não sobre este tipo de achado incidental. Isso pode incluir um aconselhamento genético ou diagnóstico adicional iniciado pelo médico tratante do participante.